A representatividade negra no cinema

27 abr 2018

Filmes como MoonlightCafé com CanelaAfronta!O Caso do Homem Errado, Pantera Negra e Eu Não Sou Seu Negro mostram a conquista de representatividade negra na frente e atrás das câmeras no audiovisual brasileiro e internacional. No entanto, há muito por se fazer, tanto do ponto-de-vista das produções quanto de personagens. A conversa entre Viviane Pistache, Camila de Moraes e Flavia Guerra toca nessas questões e discute dificuldades enfrentadas por produtores negros no audiovisual.

Convidadas

Camila de Moraes é gaúcha, mas reside em Salvador há oito anos. Na área do audiovisual dirigiu o longa-metragem O Caso do Homem Errado, que aborda a questão do genocídio da juventude negra no Brasil. O documentário fez sua estreia nacional no 45º Festival de Cinema de Gramado.

Viviane A. Pistache se identifica como preta das Minas Gerais. Graduada em Psicologia pela UFMG e doutoranda em Psicologia pela USP. Aventureira em contos, roteiros e crítica de cinema.

Carregando…

🏆 O primeiro e mais tradicional festival de cinema de São Paulo faz 48 anos! 🍿